O arroz ficou durinho. É normal?

Sim. Pode ficar tranquila(o), pois foram devidamente cozidos. Acontece que o arroz e outros grãos contidos em nossas receitas possuem baixa capacidade de reidratação. Isso permite que eles realizem a limpeza dos dentes, prevenindo tártaro e outras enfermidades bucais. São perfeitamente absorvidos pela maioria dos cães, porém se você notar algum grãozinho nas fezes ou se o seu pet apresentar dificuldades em mastigá-lo, inclua esta observação em seu próximo pedido que nós substituiremos!

A alimentação rende 4x em tamanho também?

Não. Dizemos que a Panela do Pet rende quatro vezes mais porque seus ingredientes reduziram em quatro vezes o seu volume durante o processo de desidratação, mantendo praticamente todas as suas propriedades nutricionais. A análise nutricional das receitas foi feita em laboratório especializado após o processo de desidratação, garantindo assim que não há nenhuma perda nutricional durante o balanceamento.

Qual o rendimento após o preparo?

A alimentação natural da Panela do Pet rende o equivalente a quatro vezes após o preparo. Uma embalagem de 450g, por exemplo, rende o equivalente a 1,8kg de alimentação natural. Obs.: Isto não significa que a alimentação aumentará quatro vezes em tamanho.

Qual a validade dos produtos Panela do Pet?

Nossos produtos têm validade de até um ano em embalagem fechada. Após abertos, recomenda-se que sejam consumidos em até 30 dias. A embalagem Jumbo vêm com 10 embalagens individuais de 450g, portanto, você não precisa se preocupar em consumir rapidamente. As embalagens devem ser guardadas em local livre de umidade.

Qual o método de conservação que vocês utilizam?

Toda a linha Panela do Pet é desidratada naturalmente via ventilação e calor. Os petiscos vêm prontos para servir, a alimentação natural você prepara apenas com água quente, de acordo com as instruções da embalagem.

Qual a função do coco?

A gordura do coco, assim como a gordura do peixe, diminuem as concentrações de substâncias
pró-inflamatórias do organismo, que recebem nomes como TNF-alfa, Interleucina-1-beta e Interleucina-6.

Pesquisas comprovaram que a gordura do coco pode ser muito útil no tratamento de doenças que envolvam um
estado inflamatório agudo e/ou crônico. E a enxaqueca é uma doença crônica que compreende um estado
inflamatório na sua fase de dor. A gordura do coco, ainda por cima, aumenta a produção no organismo de uma
substância antiinflamatória chamada Interleucina-10, portanto podemos dizer que esta gordura é duplamente
antiinflamatória.